Início / Saúde e Bem Estar / Gengibre para Emagrecer, Conheça os Benefícios

Gengibre para Emagrecer, Conheça os Benefícios

Nativo da Ásia, o gengibre é termogênico e contribui para a melhora de muitas funções orgânicas.

O alimento interfere – para melhor – na digestão, respiração e circulação sanguínea. O gengibre, uma raiz tuberosa, é usado tanto na culinária, quanto para fins medicinais. Tem ação bactericida, desintoxicante e melhora o desempenho metabólico. Além disto tudo, é um potente auxiliar na queima de gorduras. Mas, vale lembrar, sem exercícios físicos, os efeitos do gengibre não ajudam em nada.

Os alimentos termogênicos, como o gengibre, são auxiliares para a perda de peso (ou para a manutenção das medidas adequadas). Para a manutenção da saúde, é preciso reunir alimentação adequada e prática de exercícios. Não existem dietas milagrosas; no máximo, fazem perder peso rapidamente, para recuperar os quilos extras nas semanas seguintes: é o famoso efeito sanfona.

A principal substância termogênica é a efedrina, proibida no Brasil. Os principais suplementos termogênicos são feitos à base de cafeína; porém, ao contrário da efedrina, e também das anfetaminas, que têm efeitos mais agressivos, o organismo se acostuma rapidamente ao consumo de cafeína, o que resulta na anulação dos resultados, no que diz respeito ao emagrecimento.

Leia também: Remédio Para Emagrecer – Qual o Melhor e seus Efeitos

gengibre

Gengibre para Emagrecer

Isto não acontece com o consumo dos alimentos termogênicos, como o gengibre, pimentas vermelhas, chá verde e de hibisco, canela, peixes ricos em ômega três (como a sardinha, atum e salmão) e água gelada. Gengibre e “família” contribuem para o emagrecimento, mas o consumo deve ser evitado por crianças, mulheres grávidas e portadores de cardiopatias, hipertensão arterial, úlcera gástrica e duodenal, enxaqueca e histórico de alergias.

O gengibre para emagrecer serve para ajudar no controle do emagrecimento. Ele aumenta o gasto calórico (em mais de 10%) durante o processo da digestão e aumenta o consumo de gordura. Duas fatias pequenas desta raiz – em molhos de tomate, sopas de legumes ou chás – são suficientes para a manutenção do peso ideal. Para emagrecer, é preciso o acompanhamento de um nutricionista.

Todas as atividades orgânicas, inclusive a digestão, consomem energia. O gengibre “atrapalha” o processo digestório, fazendo com que este processo se torne mais alongado. A raiz aumenta a temperatura corporal e acelera o metabolismo, garantindo maior queima de gorduras.

O gengibre é rico em gingerol, responsável pelo sabor picante da raiz. A substância tem propriedades antioxidantes, que retardam o envelhecimento, e anti-inflamatórias, que mantêm a população de fungos e bactérias (naturais no corpo humano) sob controle. O óleo essencial, usado em cápsulas e suplementos, possui vitamina B6, potássio, magnésio e cobre. A raiz é uma especiaria: seu uso não pode ultrapassar 2% da receita a ser preparada.

O gengibre serve também para facilitar o gastrointestinal. Pode ser utilizado para combater o mau hálito, cólicas menstruais e até ressaca. As propriedades anti-inflamatórias são úteis para aliviar dores decorrentes de artrite e infecções do aparelho respiratório, como tosse e artrite.

O óleo de gengibre também é utilizado no tratamento de queimaduras. Além disto, mesmo apenas polvilhado em saladas ou no arroz, a raiz desempenha papel importante no estímulo ao paladar e ao olfato (permite inclusive a redução do uso de sal no tempero). O chá de gengibre, além de aumentar o consumo de líquidos, favorece a hidratação e ajuda a eliminar as toxinas.

Leia: Como Comprar Sibutramina sem Receita – Onde Comprar?

Scroll To Top