Início / Beleza / Colágeno para Pele, como tomar, funciona, informações

Colágeno para Pele, como tomar, funciona, informações

A promessa é melhorar a aparência. Mas afirmar que o colágeno rejuvenesce ainda não é consenso entre os especialistas.

Nas primeiras décadas de vida, é difícil encontrar quem se preocupe com questões com tonificação, firmeza e elasticidade dos músculos. O motivo é simples: a aparência jovem dispensa grandes preocupações. Isto começar a mudar a partir dos 30 anos, quando a produção de colágeno começa a diminuir – e as linhas de expressão começam a surgir no rosto.

O colágeno é uma proteína de origem animal, produzida naturalmente pelo nosso organismo, necessária para o bom funcionamento dos ligamentos, tendões e cartilagens. A principal função do colágeno é dar sustentação aos órgãos e firmeza à pele

Tudo sobre Colágeno

colágeno

O problema é que, apesar de todos os avanços, continuamos programados para viver apenas 30 ou 40 anos – é uma característica da evolução das espécies. Aos 50 anos, a produção de colágeno decai para o nível de 35%, insuficiente para manter “tudo em cima”. Ainda não é possível dizer que o colágeno rejuvenesce, mas a ausência desta proteína certamente contribui bastante para o envelhecimento.

O consumo de carnes brancas e vermelhas, de laticínios e de ovos contribui para manter estáveis os estoques de colágeno no organismo. A ingestão estimula a produção da proteína, mas não é determinante para formá-la. Mesmo os suplementos de colágeno não são suficientes: o fígado humano recombina os nutrientes ingeridos e sintetiza apenas aquilo de que o corpo necessita. O restante é eliminado durante a digestão.

Queda de colágeno

A partir dos 30 anos, há uma queda gradual da produção de colágeno. Ele é substituído por outro tecido adiposo, menos elástico e mais fibroso. Isto resulta em redução da agilidade dos movimentos, flacidez, rugas, queda de cabelos e unhas fracas. A cartilagem articular também pode começar a apresentar problemas funcionais.

A reposição pode ser feita através de suplementos. O ideal é que produtos em pó sejam incluídos na dieta, já que as cápsulas de colágeno dificilmente conseguem garantir o valor nutricional diário de colágeno, que é de dez gramas, para um consumo diário de 2.200 calorias.

A gelatina, famosa por ser fonte de colágeno, é responsável por apenas 1% do colágeno necessário (a cada porção). A sobremesa pode ser incluída no cardápio, mas está longe de garantir o rejuvenescimento. Aliás, o envelhecimento é um privilégio de quem continua vivo: morrer com a pele lisinha é prerrogativa de quem deixa a vida precocemente.

Envelhecendo

Perdemos 1% da quantidade de colágeno a cada ano, a partir dos 25 ou 30 anos. Isto significa o surgimento linhas de expressão, linhas e rugas. A redução desta proteína não é a única vilã, infelizmente. Fatores externos, como exposição ao Sol, poluição, tabagismo e abuso de bebidas alcoólicas também contribuem para a redução da flexibilidade dos tecidos que formam a pele.

Colágeno Rejuvenesce?

É difícil dizer se o colágeno rejuvenesce, mas há uma certeza: a ingestão de colágeno retarda o surgimento dos sinais da velhice. O colágeno hidrolisado, presente em suplementos em pó é a melhor opção, não apenas para quem quer adiar o surgimento das rugas, mas também para quem quer manter as articulações em bom funcionamento.

O colágeno em pó é absorvido mais rapidamente e vai diretamente para a corrente sanguínea. Ele permite a manutenção da massa magra (músculos). Combinado com exercícios físicos, o colágeno pode fazer maravilhas.

É importante que a ingestão de colágeno para rejuvenescer ou tonificar, mesmo na forma de alimentos, seja acompanhada por um nutricionista ou endocrinologista. São raros os casos de complicações, mas podem ocorrer alguns problemas, especialmente no sistema excretor.

Scroll To Top